Fanga I

Imagem de Vel Z a partir de gravura de Manuel Ribeiro de Pavia
LOCAL E DATAS
Lisboa, Gabinete Curiosidades Karnart GCK

12 a 23 de Dezembro de 2023, Terça-feira a Sábado, 21h

BILHÉTICA E LOGÍSTICA

M/16 | Confirmação de convites ou reservas com 72h de antecedência | LOTAÇÃO: 20 pessoas _ PREÇÁRIO: Amigos da KT €5 | Convite-Cortesia nominal €5, Acompanhante €10 | Bilhete-Desconto (<25, >65, profissionais e estudantes de Artes, Cartão Belém) €15 | Bilhete inteiro €20 | FORMAS DE PAGAMENTO: MBWay ou dinheiro _ Bilhetes à venda em ticketline.pt reservas e info ligue 1820 (24h).

APRESENTAÇÃO

Projecto de investigação, FANGA é um tríptico de perfinst (“FANGA I”, “FANGA II” e “FANGA III”) ao serviço do romance homónimo de Alves Redol, um dos ápices da literatura neo-realista portuguesa, que se inspira também nas gravuras com que Manuel Ribeiro de Pavia ilustrou a edição da obra de 1948. FANGA enaltece a força do exemplo, a consciencialização política, a dignidade popular, a solidariedade laboral, também o respeito pelo ambiente que Manuel Caixinha e companheiros protagonizam, numa obra que ecoa temáticas como as violências doméstica e de género, o assédio sexual, a exploração de classes, a pobreza, a iliteracia, entre outras, desafortunadamente ainda tão presentes nas sociedades mundiais contemporâneas.

“FANGA I”, apresentado no limitado espaço da Galeria Principal do Gabinete Curiosidades Karnart e preparado para viajar por salas de reduzidas dimensões, é uma leitura da obra que entrosa um espaço de cena personalizado em que o público é convidado a circular entre instalações em construção e momentos de representação, com uma banda sonora omnipresente na qual se ouvem, entre outros elementos, as palavras narradas de Redol. Desenhado por cinco intérpretes de áreas artísticas diversas (teatro, dança, body-art e audiovisual), “FANGA I” compele o espectador a encontrar o seu lugar na dramaturgia de cena e a criar a sua própria narrativa do espectáculo, integrando os momentos de “performance” e de instalação numa tomada de consciência do que é específico e próprio no conceito de Perfinst que a Karnart investiga e forja desde sempre.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA


autoria texto

Alves Redol

autoria gravuras

Manuel Ribeiro de Pavia

conceito, direcção, instalação e narração

Luís Castro

assessoria artística

Vel Z

assessoria dramatúrgica e narração

Inês Vaz

interpretação

Paula Só

Inês Vaz

Valentina Parravicini

Nuno Veiga

Daniel Moutinho

criação de som

Nuno Veiga

operação de som

André Sobral

confecção de figurinos

Davi Rodrigues

gestão de comunicação e conteúdos

Graça Fonseca

gestão administrativa e financeira

Márcia Matos

assessoria informática

João Bertrand Cabral

fotografias

Alípio Padilha

FINANCIAMENTO E APOIOS

financiamento institucional

República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes
Câmara Municipal de Lisboa

co-produção

Karnart C.P.O.A.A. 
Teatro Nacional São João

apoios

Junta de Freguesia de Belém
Antena 2

agradecimentos

Ana Avelar, Ana Borges, António Redol, Arlindo Fernandes, Diana Fernandes, Diogo Paiva, Isabel Gaivão, José Costa, Lia Gama, Sérgio Godinho, Susana Taveira Pinto, Teresa Castro, e ainda Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo, Casa-Museu Manuel Ribeiro de Pavia e Parque de Natureza de Noudar.

GALERIA

Fotografias por Alípio Padilha

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO

Para optimizar a visualização opte pelo formato vertical, se aplicável.

Para optimizar a visualização opte pelo formato vertical, se aplicável.

COMENTÁRIOS
APRECIAÇÃO mec/jmc