Homenagem a Maria do Rosário Coelho

Edição e montagem de Vel Z ​
LOCAL E DATAS

Lisboa
Espaço Karnart
14 de Junho de 2006

APRESENTAÇÃO

A pretexto do octogésimo aniversário da cantora lírica e professora de técnica vocal Maria do Rosário Coelho, e no próprio dia do seu nascimento, a KARNART dedicou uma homenagem à sua associada honorária e Amiga composta por três momentos: uma instalação audiovisual e de objectos a partir de fotografias de família e de trabalho da cantora que, sendo inaugurada no dia 14 pelas 18h, se manteve aberta ao público de 16 a 26 de Junho entre as 16h e as 20h; um jantar de confraternização para convidados inscritos, pelas 20h, a que não faltou o tradicional apagar de velas; um serão de tributo pontuado com momentos de música erudita – e étnica – que, entre as 22h e as 24h, somou testemunhos de duas dezenas de actores, cantores, locutores, apresentadores e professores, cúmplices de Maria do Rosário Coelho no decurso das respectivas vidas profissionais.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

conceito, direcção e instalação

Luís Castro
imagem e montagem vídeoVel Z
apoio à produçãoMaria Campos
Vel Z
apoio técnico e somSérgio Henriques
filmagemJoão Correia
acompanhamento eventoLuís Caboco
Maria João Neves
Mariana Markova
Joana Furtado
performer na instalaçãoMiguel Costa
máscarasVel Z
Suzana Borges
Luís Castro
Bibi Perestrelo
Maria Campos
apresentação folha de salaClara Silva
apresentação da tertúliaSuzana Borges
Luís Castro
participação e testemunhosAndré Gago
Bibi Perestrelo
Carlos Borges

Carmen Dolores

Célia Barroca
Cristina Carvalhal
Custódia Gallego
Fernanda Neves
Isabel Ruth
Joana Amendoeira
João D’Ávila
João Grosso
Luís Carvalho
Maria José Camecelha
Michel
Patrícia Bull
Paulo Filipe
Susana Branco
Teresa Faria

cúmplices ausentes

Carmen Santos
Clara Silva
Cucha Carvalheiro
Fernanda Neves
Teresa Mónica
outros convidadosAugusto Sobral
Bernardo Coelho-Moos
Françoise Ariel
Isabel Medina
Joana Amendoeira
Joana Barbosa
José Jorge Duarte
Luís Filipe Costa
Manuela Pilar
Paula Sousa
Rogério Vieira
Susana Costa
Tomás Coelho-Moos
Victor Luciano
momentos musicais

Duo de Saxofone e Contrabaixo

de Filipe Valentim e Eduardo Jordão

Grupo de Batuques VOZ D'ÁFRICA
FINANCIAMENTO E APOIOS

financiamento institucional

Ministério da Cultura / IA – Instituto das Artes
Fundação Calouste Gulbenkian [apoio à consolidação de estrutura 2006]

apoios

Faculdade de Medicina Veterinária, ETIC, Sotinco

agradecimentos

António Calpi, Celina Pereira, Clara Silva, Fernando Ferreira, Francisco Pintor, Helena Murteira, Óscar Grave, e ainda Escola de Mulheres, Espiral.

GALERIA

Montagem de Vel Z a partir de fotografias da Cantora Lírica

MATERIAL PARA DIVULGAÇÃO
TESTEMUNHO

Para a Rosarinho, no dia do seu aniversário

Quando conheci a Maria do Rosário Coelho, há cerca de vinte cinco anos, o meu filho João era um miúdo, estava a começar a aventura da escola a sério. Agora, é um homem e as nossas vidas mudaram muito. Perdemos companheiros de jornada, muito queridos, mas os amigos permaneceram e vão construindo connosco a teia de afectos que nos alimenta e sem a qual não é possível viver uma vida completa.

Hoje, a professora Maria do Rosário Coelho é a Rosarinho, também ela uma grande amiga. Sempre disposta a ouvir-nos, sempre pronta a dizer uma palavra de conforto ou de incentivo, e assim, ajudar-nos a encontrar um caminho.
Na minha relação com ela, cedo comecei a reconhecer-lhe alguns valores que lhe são caros: o rigor que imprime a toda a sua atitude, tanto nas relações profissionais, como no modo de interagir com aqueles que têm o privilégio de a ter como amiga; o orgulho em levar a bom porto todas as iniciativas, todos os projectos em que é chamada a intervir; a força com que enfrenta as adversidades. Depressa comecei a perceber e a admirar, sobretudo, o saber que tão facilmente partilha com os outros: quantas vezes, numa conversa simples, a sua lucidez conseguiu fazer-nos ver mais claro, desfazer dúvidas e resolver o que parecia não ter saída?

Obrigada, Rosarinho, por tudo aquilo que, com o seu exemplo e a sua amizade, deixa que eu vá aprendendo consigo. Obrigada pelo sorriso permanente, que indicia a sua ternura pelos amigos e o seu enorme gosto de viver.
Parabéns por estes OITENTA belos anos de vida!
Um beijo,
da Clara

14 de Junho de 2006